Crédito consolidado

Compare fácilmente os créditos consolidados.

Taxas actualizadas em 1 Setembro 2021.

Simule o seu Crédito Consolidado

SIMULADOR

Crédito:
Prazo:
Show more results

Em Junho acrescentamos a KreditiWeb, a Deudai e a MRFinan ás opções de crédito consolidado. São 3 empresas financeiras tecnológicas com sede em Espanha, e que começaram agora a operar no mercado em Portugal. Apresentam soluções interessantes para consolidar créditos.

Para tirar o melhor partidos do nosso simulador de crédito consolidado, ajusta o valor e o prazo do empréstimo, compara as taxas de juro (TAEG), valor das prestações mensais e custo total dos empréstimos (MTIC) para juntar todos os créditos e pagar menos por mês.

Antes de agrupar créditos, compara as ofertas bancárias para consolidação de crédito.

O melhor crédito consolidado é o que tiver o MTIC mais baixo.

Actualizamos regularmente as taxas de juro de crédito de bancos e empresas financeiras autorizadas pelo Banco de Portugal

 Ao juntar todos os seus créditos, vai pagar um valor mais baixo todos os meses.

Como consolidar créditos?

Ao comparar as ofertas, verifique qual a financeira com a TAEG mais baixa do mercado.

Depois de simular a consolidação de créditos, introduza os seus dados pessoais, para ter a resposta imediata ao seu pedido de crédito. O processo para consolidar créditos é  totalmente online, rápido e confidencial.

Em alguns casos poderá conseguir um financiamento extra para novos projectos, com uma mensalidade fixa mais reduzida, com um prazo de pagamento mais alargado.

Nota: Se tiver algum incumprimento de crédito, como prestações atrasadas, o seu pedido não será aceite, sem antes regularizar a sua situação.

Posso pedir um crédito consolidado já tendo um crédito pessoal?

Se tem um crédito pessoal com uma TAEG alta, e por exemplo, um cartão de crédito com o plafond esgotado, pode pedir crédito consolidado com uma taxa mais baixa e reduzir os encargos mensais. Se prolongar o prazo do empréstimo consolidado, reduz  a prestação, mas vai pagar mais juros no final.

A entidade onde pedir o financiamento, liquida directamente às instituições de crédito pessoal os valores em dívida, e fica só a pagar o crédito consolidado.

O que é o crédito consolidado e como funciona?

Consolidar créditos,  é juntar num só, todos os empréstimos, dispersos por várias entidades bancárias, com uma única prestação mensal mais baixa, devido a taxa de juro menor, e prazo alargado.

Com a consolidação financeira, a TAEG (que inclui juros, seguros, impostos e comissões)  e a mensalidade diminuem, sendo menor o esforço financeiro mensal para pagamento dos diversos financiamentos dispersos por várias instituições de crédito..

Se tem actualmente mais de 3 créditos (pessoais, automóvel, cartões de crédito), poderá ter vantagens na consolidação dos vários financiamentos, e pagar prestações mais baixas.

Porquê consolidar créditos pessoais?

Com o custo de vida cada vez mais caro, muitas pessoas começam a pensar na consolidação de crédito, como uma maneira de resolver uma parte seus problemas financeiros.

Em face desta procura por parte dos particulares, os bancos e as empresas financeiras procuram satisfazer os seus clientes com melhores produtos, permitindo juntar créditos, e pagar uma única mensalidade mais baixa

Vantagens e benefícios da consolidação de créditos.

Vantagens Consolidação:

Juntar crédito tem algumas vantagens para quem tem dividas em várias frentes, e está com alguma dificuldade em cumprir as suas obrigações financeiras.

Na consolidação, pode juntar créditos pessoais, o financiamento automóvel e os saldos dos cartões de crédito numa só empresa financeira ou banco, e a partir daí paga só uma prestação única e mais baixa.

Com o prazo de pagamento alargado, o valor da prestação mensal é menor, e também reduz o valor de comissões e/ou seguros associados aos créditos consolidados, o que lhe permite poupar um pouco todos os meses, e só tem um único interlocutor, o que torna mais fácil gerir o orçamento mensal.

Desvantagens:

Vai pagar mais juros durante a vigência do crédito.

Pode ter custos adicionais relativamente ás penalizações e despesas contratuais, dado que consolidar créditos exige um novo contrato, com as consequentes despesas que acarreta.

Os bancos e as empresas de consolidação de crédito tem vindo a restringir o acesso, e a exigir hipoteca para conseguir .

O crédito sem hipoteca ainda é possível, mas as penalizações nos juros são maiores.

Consolidação de créditos com hipoteca

Embora haja a ideia que qualquer pessoa pode ir a um banco ou empresa financeira, e ficar logo com os créditos consolidados, na realidade nem todas os créditos são aprovados, e na maior parte dos casos, é exigida hipoteca.

O historial de cumprimento dos empréstimos existentes é sempre analisado, e se tiver havido incumprimento das prestações no passado, será difícil conseguir consolidar os seus financiamentos.

Depois de juntar os seus créditos num só, não se pode esquecer, que apesar da prestação mensal diminuir, a dívida tem que ser paga, e portanto tem que resistir aos impulsos de fazer mais compras a crédito.

Para acabar com as dívidas, vai ter que ter muita disciplina nos seu orçamento mensal. Aproveite as prestações mais baixas, para poupar o mais possível, controlar os seus gastos e pagar a mensalidade sem atrasos.

Para além dos bancos já existem empresas financeiras no mercado português a oferecer a consolidação de créditos, pelo que poderá comparar as várias opções.

A verdade é que consolidando os seus créditos, poderá baixar as suas prestações até 60%.

Como saber todas as dívidas que tenho?

Se vai pedir um empréstimo para pagar dívidas de outros créditos, deve pedir o mapa de créditos na Central de Responsabilidade de Crédito no Banco de Portugal, onde indica todas as suas responsabilidades.

No final da página do BdP clica no botão ” Autenticar e obter mapa” conforme a imagem infra:

mapa responsabilidades

Cetelem

Este mês a Cetelem alterou a TAEG que agora varia entres os 10.40% e os 13.10%

Crédito Cetelem

6.3

Crédito consolidado

7.5/10

Crédito automóvel

6.5/10

Crédito pessoal

5.0/10

Pros

  • Crédito consolidado
  • Crédito automóveis novos

Cons

  • Crédito pessoal
  • Crédito automóveis usados

Vantagens do crédito Cetelem:

Prazos até 24 meses e montantes até 5.000€.

Única mensalidade com prestações fixas.

Novo Projecto – Pode acrescentar um valor extra.

TAEG fixa até final do contrato.

Junte os seus créditos e pague menos por mês

A Cetelem trata de todo o processo por si liquidando todos os créditos com as outras entidades bancárias.

Sem garantias

Documentos necessários:

  • Comprovativo de Identificação dos titulares do contrato -Cartão do Cidadão
  • Comprovativo de Residência – Última factura de Água, Luz, Gás, Telefone ou TV Cabo
  • Comprovativo IBAN nominativo de um dos titulares do contrato – Informação de conta via HomeBanking;
  • Último recibo de vencimento dos titulares do contrato
  • Declarações/extratos com valor das dívidas actuais e o respectivo procedimento para liquidação dos créditos a consolidar
  • Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal

Cofidis

Crédito Cofidis

5.2

Crédito pessoal

4.0/10

Crédito consolidado

5.0/10

Crédito automóvel

6.5/10

Pros

  • Crédito automóveis novos

Cons

  • Crédito consolidado
  • Crédito pessoal
  • Crédito automóveis usados

A Cofidis alterou a TAEG para consolidar créditos que agora varia entre os 10.80% e os 13.40%

Pode incluir os créditos pessoais, o crédito automóvel e os cartões de crédito.

A Cofidis efectua o pagamento directamente junto das instituições credoras, após o Financiamento Cofidis estar aceite.

Possibilidade de financiamento extra para novo projecto.

Unibanco

Unibanco

2.8

Crédito pessoal

3.0/10

Crédito consolidado

2.5/10

Pros

  • Cartões de crédito

Cons

  • Crédito pessoal
  • Crédito consolidado

O crédito consolidado Unibanco tem agora a TAEG de 13.20%

Para clientes de qualquer banco. Não precisa de mudar de banco ou abrir uma nova conta.

TAEG e prestações fixas

Pague menos por mês

Flexível e para vários montantes – Desde €5.000 e 24 meses.

Sem comissões de abertura

Financiamento extra

Seguro de protecção financeira de crédito consolidado